Sonhos de Saturno

Escuto o som do metal em uma pena flutuante
As vibrações são como cordas musicais
Ecoadas na atmosfera de saturno
Lá flutuam anéis, luas e sonhos
Os anéis e as luas são rochas e gases que flutuam
E o que são então os sonhos de saturno?

Sonhos são frames de um curta que termina toda vez que a gente acorda
São folhas pintadas em preto e branco
Que horas pintamos com os pinceis dos anjos outras com as nossas próprias mãos
São parênteses que damos a ressaca de um dia inteiro
É um copo de agua que antes de bebemos pausamos para ver os reflexos

Queria saber para onde nós vamos quando morremos nos sonhos
Porque o simples fato de acordar não quer dizer que nascemos de novo
Talvez os sonhos não acabam, nós é que vamos embora deles
Como se alguém apertasse o botão da gravidade e voltemos a terra firme

Mas aqui também sonhamos
Até que não haja mais idade
O tempo nos desgasta e dilacera nossos olhos
Os sonhos nos renovam e nos traz novos pares de óculos

Mesmo que tudo termine em nada
Mas no fundo o nada importa
Importa tanto quanto aqueles sonhos
Que se perdeu quando éramos crianças

Lembrar talvez seja dolorido  
Tão dolorido capaz de ativar certos gatilhos
A gente vive a vida inteira
Para descobrir que ela tem fim
E os sonhos são imortais

É tempo de abraçar as realidades
E sentir o calor das tempestades
È tempo de abraçar nossos sonhos
E ter a coragem de abrir os olhos.

9 comentários em “Sonhos de Saturno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s