Pílula poética

Para onde vão as palavras que não foram ditas.
E os olhares que se repousaram na serenidade dos rios.
Será que os dias curtos de invernou levaram.
Ou é a vontade de que tudo chegue logo.
Que nem o fim do dia consegue nos acompanhar.
As vezes eu nao sei exatamente onde estou.
Mas no caminho quando eu me encontro
Com coisas que me encantam
Eu sei que perdido
Nao estou.

5 comentários em “Pílula poética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s