Quando Chove no Quintal

Flores mortasPele quenteOlhares vivosVestígios de chuvaFrio de montanha Corredeiras coloridas de uma manhã nubladaPensamentos nostálgicos pintados no muro Os pássaros cantam e seu bater de asasSopram ventos de liberdade de quem sente o espirito livre Gotinhas de chuva temperam as manhãs E seu cheiro de terra molhada adentra as moradas De desejos e devaneios de… Continuar lendo Quando Chove no Quintal

Uma breve reflexão sobre o café sem açúcar

Eu quero palavras para expressar o que sinto Às vezes emerge a necessidade de dizer o que não sou E meu vocabulário sentimental degenera isso de mim Eu já cair no vazio várias vezes e é como se afogar num lago etéreo Só que poluído como muitos rios e lagos que vemos por aí A… Continuar lendo Uma breve reflexão sobre o café sem açúcar

Ela

Nunca imaginei que você estivesse por lá, já tinha chegado em casa, já passava das 22 horas e eu caminhando pelas ruas como andarilho sem rumo, talvez tivesse um lugar pra chegar, mas as incertezas perambulavam na minha cabeça, então fui andar como se o combustível pra pensar em você fosse meus passos. As vezes… Continuar lendo Ela