Liquido, Ínfimo e Breve

Eu sou um prato quebrado depois de um jantar ruim Uma vela que mantem a consciência acesa com cheiro de fim A esquina do mundo, onde tem muita gente perdida sem saber onde ir O frio na espinha de quem se negou ser quando mais precisava O pobre moribundo que perdeu a fé por um… Continuar lendo Liquido, Ínfimo e Breve

Reflexo Artificial

Poeira estrelar Bípede pensador Sonoridade orgânica Fantasia consciente Memória mortal Ludicidade efémera Intuição camuflada Amor egoico Sorriso solar Solidão vertical Paredes vividas Cores primarias Tons desbotados Vitoria irreal Sensibilidade adormecida Percepção inconsciente Cicatrizes efémeras Rugas enferrujadas Labirinto solitário.

Sabor de inverno de um domingo a noite

Pétalas caídas não fazem jardins floridosSaudades que voam não cumprem promessasPalavras escritas não substituem prosas saudosasVoltar atrás não cura feridas Era uma tarde chuvosa quando decidir correr na chuvaLavar a alma que estava cansada de não tentarDeixar molhar as cicatrizes das certezasSe afogar nas poças que mal cabiam meus pésDeixar escorrer o que não me… Continuar lendo Sabor de inverno de um domingo a noite