Baladas póstumas de Saturno

O que fazer quando as coresNão são mais as mesmas Porque a musica acabou A canção não toca mais como antigamente Debaixo de um cobertor que não aquece a solidão de inverno Não amena o frio que só a alma sente Nem sabe derramar as lagrimas de uma noite mansa Os olhos mergulhados nas fotografias… Continuar lendo Baladas póstumas de Saturno

Amor torto

Hoje eu acordei sem inspiração Querendo escrever algo que me atravessasse Pescar palavras que me traduze-se Que me trouxesse para dentro mim Que eu pudesse desenhar com palavras O que não me coube nas horas passadas Desembaraçar os nós da sacola de frutas como terapia E dizer para minha fome – Calma que eu tenho… Continuar lendo Amor torto